ASSEMBLEIA DE DEUS ESTA MESMO ABRINDO AS PORTAS PARA O CALVINISMO ?


É pertinente o pedido de desculpas e a reafirmação como editora oficial das Assembleias de Deus no Brasil, compromisso este quebrado pela própria direção da CPAD. Quanto ao abrir as portas da megastore para a teologia calvinista, neopentecostal, universalista, liberal e outras, sob o argumento de parceria com editoras congêneres, no âmbito institucional vamos discutir a questão. A megastore também pertence as Assembleias de Deus no Brasil, pois é extensão da editora.

Se o atual presidente do conselho administrativo da Casa concorda com isso, ao mesmo tempo em que manifesta o desejo de ser o futuro presidente da CGADB, pode ter certeza que tal postura não será bem vista internamente e será repudiada por aqueles que compreendem os riscos que a atual abertura à doutrinas não compatíveis com a sã doutrina produz. 

Há muitos pastores desinformados dos fatos mas já estamos tratando disso. Se for necessário irei ao plenário com publicações em mãos da própria CPAD, onde além de conteúdo doutrinário estranho, temos claras heresias.

O calvinismo, o neopentecostalismo, o universalismo e o liberalismo teológico podem um dia até encontrar plena guarida em nossa editora e livrarias (pois de certa forma já encontraram), mas que vamos continuar combatendo isso, podem ter certeza que vamos.

Ao atual diretor executivo da CPAD faço um apelo, não macule ou comprometa o brilhante trabalho que realizou por anos no cargo de confiança recebido. Não se dobre aos interesses comerciais em detrimento da saúde doutrinária da centenária Assembleia de Deus. Continue edificando sobre os fundamentos antigos dos seus antecessores.


Oremos e militemos por dias melhores em nossa instituição.
Fontehttp://www.altairgermano.net/

CONHEÇA NOSSOS CURSOS ONLINE





TEMOS UM BRINDE PARA VOCÊ

DEIXE SEU COMENTÁRIO QUE MANDAMOS UM BRINDE PARA VOCÊ !


RESPONDENDO A PERGUNTAS DE CARMO MARTINS E LAURA FERREIRA CAMPOS
O QUE É CALVINISMO
Vou tentar ser simples nesta resposta. Os discípulos de Jacob Armínio elaboraram os 5 pontos do arminianismo, que é conhecido como a “Remonstrância”, que são:
1 – Capacidade humana, Livre-arbítrio – Todos os homens embora sejam
pecadores, ainda são livres para aceitar ou recusar a salvação que Deus
oferece;
2 – Eleição condicional – Deus elegeu os homens que ele previu que teriam fé
em Cristo;
3 – Expiação ilimitada – Cristo morreu por todos os homens e não somente
pelos eleitos;
4 – Graça resistível – Os homens podem resistir à Graça de Deus para não
serem salvos;
5 – Decair da Graça – Homens salvos podem perder a salvação caso não
perseverem na fé até o fim.
Em resposta a estes 5 pontos do arminianismo, foi feito um concilio, chamado “o concilio de Dort”, onde surgiu os 5 pontos do calvinismo, para refutar os 5 pontos do arminianismo, que foi considerado um sistema anti-bíblico pela igreja holandesa. Os 5 pontos do calvinismo são:
1 – Depravação total – Todos os homens nascem totalmente depravados, incapazes de se salvar ou de escolher o bem em questões espirituais;
2 – Eleição incondicional – Deus escolheu dentre todos os seres humanos decaídos um grande número de pecadores por graça pura, sem levar em conta qualquer mérito, obra ou fé prevista neles;
3 – Expiação limitada – Jesus Cristo morreu na cruz para pagar o preço do resgate somente dos eleitos;
4 – Graça Irresistível – A Graça de Deus é irresistível para os eleitos, isto é, o Espírito Santo acaba convencendo e infundindo a fé salvadora neles;
5 – Perseverança dos Santos – Todos os eleitos vão perseverar na fé até o fim e chegar ao céu. Nenhum perderá a salvação.

Vale ressaltar que Jacob Arminio nunca deixou claro se defendia ou não este ultimo ponto da remonstrância (sobre perder a salvação). Vale dizer tbm que os cinco pontos do arminianismo nao foram elaborados por Arminio, mas pelos seus discípulos, arminio já havia morrido quando seus discípulos elaboraram a remonstrância. O mesmo ocorreu com os 5 pontos do calvinismo, ele nao foi elaborado por Calvino, mas simplesmente foram baseados em sua teologia.

Postar um comentário